Lattes Carlos Paiva

REFERÊNCIAS TEÓRICAS

  • Autor:

    Bibliografia



    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Coase, Ronald

    2 Textos de Coase

    Ronald Coase foi laureado com o Nobel de Economia em 1991. Ele é o pai da teoria dos Custos de Transação, e um dos pilares do Institucionalismo contemporâneo. Infelizmente, o potencial crítico de sua construção(que o colocou no limbo, dentro da tradição neoclássica por décadas) não foi adequadamente percebido pelos economistas heterodoxos. Mas nem por isto ele deixa de ser um dos sustentáculos da crítica moderna à cisão entre "economia" e "cultura/sociedade".


    Disponibilizamos aqui "the nature of the firm" e "the problem of social coast" em inglês e português.

    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Faoro, Raymundo

    Entrevista para revista Carta Capital - Edição de Abril de 2018

    Eu costumo dizer aos meus alunos que para entender o Brasil é preciso ter F no nome. Celso Furtado, Raymundo Faoro e Florestan Fernandes são os maiores intérpretes do Brasil. Eles são os 4Fs impositivos (Florestan veio com 2!) 


    Não são os únicos, é claro. Há Caio Prado Jr, Buarque de Hollanda, Joaquim Nabuco, Euclides da Cunha, Machado de Assis, Lima Barreto, Antonio Cândido, Gilberto Freyre, Darcy Ribeiro, etc. E há muita literatura contemporânea polêmica e especializada em Economia, História, Sociologia, Política, Cultura, etc. 


    Mas Faoro, Furtado e Florestan são de um panteão muito particular. A grandeza dos três encontra-se justamente em desvendarem e revelarem particularidades por trás e ao lado das universalidades. Para além de weberianos, keynesianos, ricardianos, marxistas, estruturalistas ou o que se queira, eles são dotados de uma capacidade extraordinária de síntese de dimensões contraditórias; eles são capazes de totalização; de superação dialética. Eles são geniais. 


    Seleciono e disponibilizo aqui algumas entrevistas de Faoro, que me parecem particularmente reveladoras de sua perspectiva geral. Esta está lá, em seus trabalhos de maior fôlego. Mas, por vezes, escapa àqueles que se apegam a disjuntivas classificatórias (weberiano OU marxista?) e categóricas (patrimonialismo OU escravismo OU capitalismo?). Faoro responde: e porque não todos enquanto (e somente enquanto) todos forem úteis à interpretação da realidade? 

    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Fernandes, Florestan

    A Sociedade Escravista no Brasil

    Do meu ponto de vista, é impossível entender o Brasil sem que se leia (pelo menos) três grandes intérpretes deste país: Florestan Fernandes, Celso Furtado e Raymoundo Faoro. Dentre estes três, contudo, Florestan é, de longe, o mais hermético. Alguns de seus trabalhos são quase impenetráveis e já nos confundem pelo título. Quem pode questionar que o Brasil passou por um processo de "Formação Econômica"? Ou questionar a existência de um patronato político que opera como "Donos do Poder"? ... Não creio que estes títulos/sínteses mereçam contestação ou dúvida. Mas quantos admitiram sem pestanejam que houve uma Revolução Burguesa no Brasil? Quantos admitiram que a "Independência... constitui a primeira grande revolução social que se operou no Brasil" ou que "o liberalismo foi a força cultural viva da revolução nacional brasileira"?... Poucos. Muitos poucos. Tão poucos que Florestan, no Prefácio à segunda edição de sua obra maior reconheceu que seu tratamento era falho "1) quanto ao passado colonial; 2) quanto aos momentos de conexão desse passado com a eclosão da fase de transição neo-colonial". E com ele mesmo anuncia neste Prefácio, ele vai "arredondar a conta... em um pequeno estudo, em vias de publicação [no qual']... fechei o círculo que fica aberto na exposição contida neste livro". (Fernandes, RBB, 1981, p.7). Este trabalho - que perfaz o primeiro capítulo do (infelizmente, pouco conhecido) O circuito Fechado - é reproduzido aqui.

    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Hall, Roy Lester & Hitch, Charles J.

    A teoria dos preços e o comportamento empresarial



    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Kalecki, Michal

    Clássicos

    Um gigante à altura de Keynes e Schumpeter. Mas um gigante desconhecido. Padecia de defeitos demais: polonês, judeu, comunista, de família pobre, não conseguiu concluir o curso de Engenharia. E era radical demais, original demais, outsider demais, para ser aceito definitivamente em Cambridge ou Oxford (onde trabalhou como auxiliar) ao mesmo nível de um Kaldor, de um Sraffa, de um Hall, ou de um Hitch (todos, do nosso ponto de vista intelectualmente muito menores do que Kalecki).


    E - o pior dos pecados! - usava muita matemática e poucas expressões consagradas (como "mais-valia", "valor-trabalha" e "dialética") para ser reconhecido como marxista. Acabou no limbo. Com prejuízos para todos. Na verdade, com prejuízos para a humanidade. Poucos homens são capazes de fazer diferença. Kalecki era um deles.


    Além de dois trabalhos clássicos (cuja edição. em português, encontra-se esgotada há muitos anos) de Kalecki, disponibilizamos um trabalho de minha autoria sobre o autor, publicado na REP em meados dos anos 90 e o primeiro capítulo do "mecanismo da recuperação econômica".

    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Keynes, John Maynard

    Teoria Geral do Emprego, do Juro e do Dinheiro



    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Knox, Alfred Dillwyn

    Princípio da Aceleração

    O PRINCÍPIO DE ACELERAÇÃO E A TEORIA DO INVESTIMENTO: UMA REVISÃO
    A.D. KNOX "Este artigo foi extraído de Economic, New Series, vol. 19, agosto de 1952. págs. 269-297."


    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Marx, Karl

    Manifesto Comunista



    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: North, Douglass

    2 Textos de North

    Simplesmente um gênio. O maior economista da segunda metade do século XX. Sua teoria do Desenvolvimento Regional - de bases estritamente keyneo-kaleckianas - ainda não foi adequadamente entendida. O que se poderá dizer de sua teoria da História? Como pode ser entendido alguém que quer resgatar a "Ciência da História" em tempos de hegemonia pós-moderna? ... E há quem ouse chamá-lo de reacionário.


    Disponibilizamos "teoria da localização e crescimento regional" e "a agricultura no crescimento regional" e um texto de minha autoria.

    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Ricardo, David

    Ensaio de 1815



    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Robinson, Joan

    The Production Function and the Theory of Capital



    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Samuelson, Paul Anthony

    Princípio da Aceleração e Teoria do Investimento

    O PRINCÍPIO DE ACELERAÇÃO E A TEORIA DO INVESTIMENTO: UMA REVISÃO
    A.D. KNOX "Este artigo foi extraído de Economic, New Series, vol. 19, agosto de 1952. págs. 269-297."


    INTERAÇÕES ENTRE A ANÁLISE DO MULTIPLICADOR E O PRINCIPIO DA ACELERAÇÃO
    PAUL A. SAMUELSON "Este artigo foi extraído de The Review of Economic Statistics, vol. 21. (Maio de 1939), págs. 75-78."


    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Schwarts, Roberto

    As Ideias Fora do Lugar



    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

  • Autor: Smith, Adam

    A Riqueza das Nações (3 primeiros capítulos)



    Download Baixar Arquivos

    COMPARTILHE!

» Receba Novidades
NOME:
E-MAIL:
» Participação na Mídia

CORECON

Matéria publicada em agosto de 2007 no Conselho Regional de Economia do RS sobre a concentração espacial RS e a lição das exceções.... LEIA MAIS[+]

Jornal do Comércio

Matéria publicada no Jornal do Comércio em julho de 2007 sobre como a diversificação no campo leva riqueza ao interior..... LEIA MAIS[+]

CONTATE-ME
E-mail: carlosanpaiva@gmail.com

Visitantes: 72267 | Páginas Visitadas: 104569
Todos os direitos reservados para Dr. Carlos Águedo Paiva © 2020 | Este site foi desenvolvido por: www.sitesrs.com.br